sobre o Instituto

Criado em 1996, o Instituto Polo Internacional Iguassu realiza e apoia iniciativas de instituições e movimentos orientados para a integração, estruturação e desenvolvimento turístico da Região Trinacional do Iguassu.
Ao longo de sua história, o Instituto buscou integrar a região por meio do turismo, realizando projetos voltados à valorização da cultura dos três países, o respeito com os povos e a potencialização dos atrativos turísticos existentes, promovendo um destino turístico trinacional.
Hoje, o Instituto direciona seu caminho nas áreas de gestão, pesquisa e educação para o turismo, entendendo a importância e a necessidade da geração de conhecimento para o desenvolvimento sustentável do setor. A experiência adquirida em sua trajetória e o reconhecimento da vocação técnica do Instituto pelo trade, parceiros e comunidade o destacam no cenário local, regional, nacional e internacional.

MISSÃO, VISÃO E
valores

Missão: Atuar de forma integrada nas áreas de gestão, educação e pesquisa em turismo, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social sustentável, em âmbito nacional e internacional, especialmente na Região Trinacional do Iguassu.
Visão: Ser uma instituição com excelência na elaboração, aprimoramento e transferência do conhecimento em Turismo.
Valores:

Atuar com transparência e ética;
Cultivar as relações interinstitucionais;
Buscar a excelência;Buscar a inovação;
Atuar com integridade;
Manter a isenção político-partidária;
Promover inserção social;
Ter responsabilidade socioambiental;
Valorizar o trabalho em equipe;
Valorizar a diversidade cultural.

    DIRETRIZES ESTRATÉGICAS

    • Estimular a melhoria da gestão de
      produtos e serviços turísticos.

    • Promover inclusão social
      por meio do turismo.

    • Proporcionar e dissiminar a
      edução em turismo.

    • Fomentar e gerar a produção científica
      e a inovação em turismo.

    • Nossa
      História

      1996

      Realizou o 1º Diagnóstico Turístico de infraestrutura industrial, comercial e de serviços da Região Trinacional do Iguassu (1996).

      1999

      Realizou o Fórum Comunitário com a implantação do IQVI - Indicadores de Qualidade de Vida do Iguassu, para medição de índice do desenvolvimento humano com posterior encaminhamento às instituições Públicas e Privadas, de recomendações para tratamento e acompanhamento de questões essenciais da comunidade.

      2001

      Concebeu o GUIA IGUASSU – Um Destino Turístico Para o Mundo – diagnóstico técnico e científico sobre a região;

      Sugeriu para a região a palavra Trinacional, que apresenta uma região integrada e de desenvolvimento conjunto e harmônico, substituindo Tríplice Fronteira, cujo conceito reforça a ideia de separação e conflito;

      Participou do Comitê Gestor que definiu o modelo do PTI - Parque Tecnológico Itaipu, com o qual firmou Parceria para o desenvolvimento conjunto de ações, programas e projetos de interesse e objetivos comuns, focado na Integração Trinacional.

      2003

      Instituiu e coordenou por dois anos o PITT – Programa de Integração Turística Trinacional;

      Atuou como parceiro estratégico prioritário da Fundação Parque Tecnológico Itaipu, tendo assinado Carta de Intenções em 2003 para a formação do Parque Tecnológico Itaipu e desde então vem desenvolvendo projetos para o desenvolvimento do turismo no município e seu entorno;

      Criou e executou o Projeto Eirete Eirui – Educação para o Turismo na Região Trinacional, com crianças de 45 escolas públicas, mobilizando 250 educadores e 17 mil alunos do Brasil e Paraguai;

      2006

      Realizou de 2006 a 2009 o Projeto Trilha Jovem Iguassu - Turismo e Inclusão Social, sendo eleito o melhor destino do projeto em âmbito nacional.

      2007

      Por meio da Lei Municipal Nº 3.420, de dezembro de 2007, o POLOIGUASSU tem a permissão de estabelecer cooperação técnica, científica, institucional e cultural com a Prefeitura do Município de Foz do Iguaçu, para o desenvolvimento de projetos e atividades turísticas, educacionais e ambientais de interesse público;

      Realizou, em parceria com a Fundação Parque Tecnológico Itaipu, três edições do Fórum Internacional de Turismo, com objetivo de promover a produção científica e o debate entre acadêmicos e empresários do turismo, reunindo mais de 1700 profissionais e pesquisadores;

      Apoiou a elaboração da Política de Turismo da Itaipu Binacional, instrumento orientador para suas ações voltadas ao setor;

      É multiplicador formado pelo Projeto de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Turismo, do Ministério do Turismo, por meio do Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), em parceria com o Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília.

      2008

      Realiza desde 2008 a Avaliação da Qualidade dos Serviços Turísticos do Complexo Turístico Itaipu, dentro do Programa Avaliação da Qualidade do CTI;

      Realizou quatro edições do projeto Diálogos de Fronteira: Ciclo De Debates E Palestras, coordenando 40 eventos e mobilizando 10.000 participantes, entre estudiosos, pesquisadores, empresários e comunidade.

      2009

      Firmou convênio com o Ministério do Turismo para qualificação de profissionais do setor turístico da região de Foz do Iguaçu/PR, de acordo com as normas técnicas brasileiras do turismo, visando a melhoria da prestação de serviços tendo qualificado 94 profissionais para a cultura da hospitalidade no destino indutor e elaborado 235 planos de atividades de acordo com as Normas Técnicas Brasileiras para o Turismo;

      Realizou o Estudo de demanda do artesanato do Programa Trinacional De Artesanato – Ñandeva.

      2010

      Firmou convênio com o Ministério do Turismo para execução do Projeto de Fortalecimento do Turismo Sustentável e de Base Comunitária, atuando na região Oeste do Paraná com pequenos produtores rurais e artesãos;

      Coordenou o projeto Modelo de Gestão Inovadora em Turismo, desenvolvido para o CTI - Complexo Turístico Itaipu, com o objetivo de buscar soluções sustentáveis e inovadoras para os negócios de turismo da Itaipu Binacional;

      Foi efetivado Membro Afiliado da Organização Mundial do Turismo;

      Realizou as edições 2010 e 2011 da Mostra de Turismo Sustentável, evento paralelo ao Festival de Turismo das Cataratas e contou com o apoio do Ministério do Turismo nas duas edições;

      Atuou no apoio à estruturação do Fórum de Turismo Sustentável Cataratas & Caminhos, acompanhando tecnicamente o Planejamento Estratégico e o Plano de Ação do Fórum;

      Organizou e coordenou a 1ª Reunião dos Membros Afiliados Latino Americanos da OMT, que reuniu 10 países, obteve a participação dos Estados Unidos como membro afiliado e a participação de cerca de 250 pessoas no debate sobre temas relevantes para o desenvolvimento do Turismo na América Latina;

      2011

      Implantou o Núcleo de Elaboração de Projetos e Captação de Recursos para o Turismo no Destino Iguaçu em parceria com o Fundo de Promoção e Desenvolvimento Turístico do Iguaçu, elaborando um Banco com cerca de 500 instituições financiadoras e sistematizando as ações e projetos de turismo no Destino Indutor por meio do Plano de Ações do Triênio 2012-2014;

      Criou o Núcleo de Investigação do Turismo para produzir, articular e disseminar conhecimento em turismo, contribuindo para embasar a análise de práticas existentes e estimular a práxis turística como indutora de desenvolvimento;

      Firmou Protocolo de Intenções com a OMT- Organização Mundial do Turismo para a construção do Centro Internacional de Inteligência do Turismo.

      Executou o Projeto de Sensibilização Turística no Parque Tecnológico Itaipu, diagnosticando 43 instituições com o objetivo de desenvolver ações de sensibilização aos diversos públicos do Parque Tecnológico Itaipu sobre a importância da atividade turística na região e implementando 19 ações;

      2012

      Executa o Programa Integrado de Educação Turística do Destino Iguaçu (PIET), cujo objetivo é promover o processo de educação da percepção da comunidade local diante da ação do Turismo, para a região de Foz do Iguaçu e região;

      Integrou a vice-presidência da Organização Mundial do Turismo, compondo a Junta Diretiva – órgão de assessoramento da Secretaria Geral da OMT;

      Realizou duas edições do projeto Curta Iguassu, uma maratona cinematográfica que uniu os três países da fronteira num movimento cultural nunca antes visto;

      Realizou o 1º Seminário Latino-americano de Turismo de Fronteira;

      Realizou a 1ª Conferência Municipal de Turismo em Foz do Iguaçu.

      2013

      Implantou o Núcleo Integrado de Gerenciamento de Projetos (PROFOZ), dando continuidade ao trabalho do então Núcleo de Elaboração de Projetos e Captação de Recursos para o Turismo no Destino Iguaçu, trabalhado fortemente com a Secretaria Municipal de Turismo e pautado pelos projetos prioritários da Gestão Integrada do Turismo de Foz do Iguaçu.

      O Projeto Trilha Jovem Iguassu obteve a certificação de Tecnologia Social da Fundação Banco do Brasil, conceito este que compreende produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de transformação social.

      2014

      Recebeu o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade com o PIET - Programa Integrado de Educação Turística;

      Pelo Núcleo Integrado de Gerenciamento de Projetos (PROFOZ) – Recebeu o Prêmio de "Boas Práticas em Turismo" pelo Ministério do Turismo e Sebrae, considerado uma ferramenta de grande importância para o desenvolvimento turístico de Foz do Iguaçu e região. A experiência do Instituto adquirida em sua trajetória e o reconhecimento do trade local quanto sua expertise, vocação e capacidade técnica, os tornam apto para a execução da presente proposta.

      Realizou o projeto de Fortalecimento dos Pequenos Meios de Hospedagem, em parceria com o SEBRAE, pelo Programa SEBRAETEC, e contou com a participação de um grupo de 15 empresas de meios de hospedagem, denominado Aliança Hospitaleira;

      Realizou a 2ª Conferência Municipal de Turismo em Foz do Iguaçu;

      Com o apoio institucional da Secretaria Municipal de Turismo e do COMTUR, e em parceria com o Portal Clickfoz e o Bourbon Cataratas, homenageou as 100 personalidades que construíram a história do turismo na cidade, no evento “Prêmio 100 Anos de Turismo”.

      Apoiou a formação do Observatório do Turismo, tendo como parceiros a Secretaria Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu, Centro Universitário UDC, e SEBRAE.

      2015

      O projeto Trilha Jovem Iguassu foi novamente certificado como Tecnologia Social, certificação esta que simboliza a valorização do trabalho aplicado para beneficiar jovens no município de Foz do Iguaçu e a comprovação de que esta metodologia pode ser reaplicada em outras comunidades.

      Idealizou uma campanha publicitária, pelo PIET, para mostrar e reforçar a importância do turismo em Foz do Iguaçu e oportunizou a visita de mais de 3,5 mil crianças da rede pública de ensino ao Parque Nacional do Iguaçu.

      Realizou o 1º Prêmio Alvar Núñez Cabeza de Vaca, que mobilizou a Região Trinacional do Iguassu com a proposta de homenagear pessoas físicas, jurídicas e do terceiro setor que trabalharam pelo desenvolvimento turístico.

       2016

      Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Foz do Iguaçu, lançou o livro “História e Geografia – Coletânea do Município”. A publicação com 74 páginas foi lançada oficialmente durante as comemorações da Semana do Turismo e atualmente é o material didático utilizado pela rede pública de ensino municipal;

      Chega-se à marca de mil jovens capacitados pelo Trilha Jovem Iguassu, desde sua implementação em 2008;

      A Organização Mundial do Turismo (OMT) e o POLOIGUASSU assinam uma carta de intenções que permite aproximar as instituições e facilita a integração do Observatório à uma seleta rede internacional de observatórios de turismo sustentável;

      Execução do projeto Photoday Iguassu, que reuniu fotógrafos amadores e profissionais e criou um banco de imagens bruto, com mais de 5 mil fotos dos atrativos turísticos de Foz do Iguaçu.

      Lançada a campanha “Cupom Solidário”, parceria inédita com o comércio de Foz do Iguaçu. Consiste na mobilização de clientes e consumidores dos produtos oferecidos nas empresas parceiras a doar cupons fiscais que não receberam destinação de CPF por meio do programa Nota Paraná do Governo do Estado do Paraná, e que, atualmente, assegura a continuidade e o investimento em projetos.

      2017

      O projeto Trilha Jovem Iguassu é certificado como Tecnologia Social pela terceira vez consecutiva;

      O projeto Trilha Jovem Iguassu obtém a aprovação para o Criança Esperança 2018, projeto da Rede Globo em parceria com a UNESCO.

    Sobre o poloiguassu