GT5 desenvolve ações prioritárias para melhoria do Destino Iguaçu

Escrito por Débora Black.

O Grupo de Trabalho 5 do Conselho Municipal de Turismo (GT5) — responsável por conduzir as ações do Projeto Nacional 65 Destinos Indutores do Turismo Regional vem há cerca de um ano trabalhando para tornar Foz do Iguaçu uma cidade mais competitiva em turismo.

 
O grupo formado por instituições membros do COMTUR e coordenado pelo Instituto Polo Internacional Iguassu está na fase de levantamento de ações prioritárias para a melhoria do Destino. Estas serão levadas para aprovação do Conselho para que possam ser inseridas no Sistema de monitoramento do Ministério do Turismo, servindo como instrumento de planejamento estratégico do turismo e ampliando as possibilidades de captação de recursos junto ao governo federal.
 
Com base nos resultados do estudo de competitividade identificou as dimensões prioritárias a serem trabalhadas no destino, são elas: infraestrutura geral, monitoramento, aspectos sociais e culturais e políticas públicas.
 
Para cumprir seu papel dentro do grupo dos 65 municípios indutores do turismo regional no Brasil, Foz deve realizar trabalhos que contribuam para a melhoria do turismo nas cidades lindeiras ao lago de Itaipu começando por organizar a casa. Para tanto o grupo é responsável em analisar, revisar e propor soluções as ações identificadas como prioritárias no Destino Indutor conforme resultados do Estudo de Competitividade.
 
Início - O estudo teve início em 2008 em todo Brasil com objetivo de mensurar a competitividade dos destinos indutores em treze dimensões: infraestrutura geral, acesso, serviços e equipamentos turísticos, atrativos turísticos, marketing e promoção do destino, políticas públicas, cooperação regional, monitoramento, economia local, capacidade empresarial, aspectos sociais, ambientais e culturais.
 
Em dezembro de 2010, o MTur avaliou 240 projetos e selecionou 27 iniciativas desenvolvidas pelos destinos indutores, conforme as 13 dimensões do Índice de Competitividade. As práticas premiadas foram divididas e analisadas em capitais e não-capitais e  no mesmo evento, foi divulgado também o resultado do Índice de Competitividade do Turismo Nacional 2010, novo nome do Estudo de Competitividade, um diagnóstico detalhado da realidade de cada um dos 65 destinos indutores. 
 
Instituições que compõem o Grupo – Instituto Polo Internacional Iguassu, Conselho Municipal de Turismo, Fórum de Turismo Sustentável Cataratas & Caminhos, Fundação Parque Tecnológico de Itaipu, SEBRAE, Secretaria de Estado do Turismo, Sindicato de hotéis, restaurantes, bares e similares, Sindicato Patronal do Comércio Varejista de Foz do Iguaçu e Região, Secretaria Municipal de Turismo, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), AGETURFI e Iguassu Convention & Visitors Bureau.
 
 
 
Fonte: Assessoria de Comunicação Social - CS 11.11 / Jornalista Responsável: Débora Black