Workshop de Inovação em Turismo é realizado em Foz do Iguaçu

Escrito por Débora Black.

A ação foi desenvolvida pela Fundação Parque Tecnológico de Itaipu e contou com o Instituto POLOIGUASSU como executor dos trabalhos

 
Ampliar as possibilidades de desenvolvimento do turismo na região foi o tema destaque do Workshop de Inovação, realizado pela Fundação Parque Tecnológico de Itaipu (FPTI), com execução do Instituto Polo Internacional Iguassu e parceria com instituições de turismo de diversas cidades brasileiras.
 
 O objetivo foi detectar as necessidades do turismo e o reconhecimento de novas oportunidades, destacando os pontos fortes para o desenvolvimento de produtos e serviços inovadores no Complexo Turístico de Itaipu (CTI) e Parque Tecnológico de Itaipu (PTI).
 
 A oficina realizada durante os dias 25 de fevereiro a 1º de março reuniu profissionais de educação, design, arquitetura, engenharia, entre outras áreas, para que a partir de suas experiências fizessem uma leitura do território Itaipu e assim pudessem construir coletivamente propostas inovadoras que propiciem uma experiência ainda melhor ao turista/visitante de Itaipu gerando resultados tanto para o CTI quanto o destino como um todo.
 
Para discussão destes assuntos o grupo participou dos roteiros oferecidos no CTI e visitou alguns pontos potenciais. Posteriormente, produziram uma análise dos recursos e serviços, debateram com os gestores de diferentes setores da IB e Fundação PTI ligados direta ou indiretamente com o turismo, e no grupo de trabalho estudaram formas de melhorias e apresentaram os resultados.
 
Segundo a facilitadora Isabel Castro, a interação do grupo é muito importante nesse processo e inovar é muito mais do que apenas melhorar. “É realizar um estudo embasado em técnicas e estratégias, para que haja um processo contínuo de aprendizagem”, observa Isabel. Para ela, é o desenvolvimento da massa crítica do local e a criação de uma cultura inovadora, inteligência a oferta turística, que farão a diferença.
 
Para a Ph.D Angela Behrendt, consultora de inovação de Málaga, na Espanha, este processo de interação e a união dos profissionais são importantíssimas. De acordo com ela, na correria do dia a dia os profissionais não tem tempo de pensar em atividades específicas para o desenvolvimento e melhora do turismo. “Este é um momento de refletir e compartilhar as ideias em grupo e consequentemente criar estratégias de futuro”, frisa a Ph.D.
 
Outros aspectos importantes destacados foram discussões relacionadas a impactos sociais e ambientais. “Agregar valores, gerar emprego e renda”, são pontos que devem ser levados em consideração.
 
Os participantes destacaram a qualidade e o nível de maturidade já existentes nos produtos e serviços oferecidos e fizeram alguns apontamentos visando a  excelência do destino tais como: Desenvolver produtos que propiciem maior interação do visitante com os atrativos; Ampliar a capacidade de  monitoramento, controle e  gestão de informações através de estudos e pesquisas; Aproveitamento da diversidade cultural existente no destino e maior inserção de elementos da cultura  local no turismo de Itaipu; Desenvolver a  gastronomia local a partir dos elementos já existentes na região.
 
 
Fonte: Assessoria de Comunicação Social / CS 10.11 - Jornalista Responsável: Débora Black