Jovens trilheiros realizam diversas ações na comunidade

Escrito por POLOIGUASSU.

“Os alunos do Projeto Trilha Jovem Iguassu realizaram 20 ações em Foz, desde a reforma de espaços públicos até a conscientização da população para o turismo”.

Os 120 adolescentes do Projeto Trilha Jovem Iguassu receberam uma missão: Organizar uma ação dentro do eixo turismo sustentável. Valia de tudo, a proposta era estimular os jovens a aplicar o que aprenderam na comunidade. O resultado foram 20 trabalhos como a revitalização da Praça São Francisco localizada na região do Morumbi, “estamos cuidando deste espaço, e ao mesmo tempo conscientizando para os moradores cuidarem também” comenta o trilheiro Deivid Dias de Souza. Já para a sua colega Lilian Daiana dos Santos complementa: “o local é um ponto turístico em potencial, e precisa estar limpo e organizado”. Outros locais da cidade receberam atenção dos adolescentes como a Praça Naipi, Bosque Guarani, Marco das Três Fronteiras e o Bosque da Vila “C”.

`

Além do aprendizado e a conscientização para os alunos o projeto contribuiu para a comunidade. Um exemplo é o Seu Albano, morador próximo a um dos locais revitalizados, ele aproveitou e contribuiu com os jovens trazendo equipamentos para ajudar na limpeza, “está muito boa esta ação vale a pena, eles fazem um belo trabalho”. Em outra região da cidade na Praça da Bíblia no Bairro Jardim São Paulo a ideia foi montar uma feira de animais abandonados, “nós estamos dando um lar para os cachorrinhos abandonados” lembra Alisson Marques um dos adolescentes envolvidos.

Os jovens também elaboraram ações em escolas e creches, na Creche Nossa Senhora da Conceição as crianças foram estimuladas a realizar trabalhos em grupos, já na Creche São Francisco o trabalho foi realizado para dar dicas de boa alimentação e proposta de reciclagem do lixo.

Mas o dia também foi de sensibilização e oportunidade para a conscientização do e visita aos atrativos turísticos do Destino Iguaçu, um grupo de idosos foi convidado pelos jovens a conhecer a Itaipu Binacional, já alguns catadores puderam conhecer as Cataratas do Iguaçu e o Parque das Aves. Para a coordenadora pedagógica Cristhiany da Silva Andrade a ideia era que os alunos colocassem em prática o trabalho desenvolvido em sala de aula durante o fechamento da primeira parte do projeto, “a gente avalia a motivação e a busca dos alunos pelos espaços e pelos projetos, eles não desembolsam nenhum valor mas para executar eles tem que procurar parcerias com a comunidade e também com os empresários” 

O Trilha Jovem é um projeto realizado pelo Instituto Polo Iguassu, com o apoio do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente (PPCA), da Itaipu e diversos parceiros locais. Desde a implantação em 2006, dos 690 jovens que passaram pelo Trilha Jovem, cerca de 430 estão atuando em alguma empresa do setor turístico de Foz do Iguaçu. Devido a esses resultados positivos, mais de 1.800 jovens participaram da seleção para a sexta edição do projeto.

Mais informações pelo telefone (45)3576-7112

www.poloiguassu.org/trilhajovem