Trilha Jovem um parceiro atuante na Rede Proteger

Escrito por POLOIGUASSU.

”As ações do projeto contribuem no apoio para adolescentes que precisam apenas de uma oportunidade”

Nesta última sexta-feira (29), foi realizada a última reunião anual da Rede Proteger, onde foram avaliados os resultados do trabalho em 2013. Para os membros o ano foi positivo, principalmente por causa da conquista do Plano Municipal de Enfrentamento a Exploração Infanto-Juvenil e também uma melhor articulação com os Países vizinhos. “Houve um fortalecimento da rede e também das próprias instituições que fazem parte da Rede”, afirma Criviam Paiva Siqueira, coordenadora da Rede Proteger.

O Instituto Internacional POLOIGUASSU por meio do Projeto Trilha Jovem Iguassu teve uma participação efetiva nas reuniões deste ano e cada vez mais se envolve com as ações e objetivos da Rede, “é fundamental, porque ele [Trilha Jovem] não é um programa seletivo, além disso, o Projeto devolve para este jovem a oportunidade que em um momento da vida dele ele não teve”, afirma Criviam.

Este ano o trabalho desenvolvido pelo Trilha Jovem Iguassu foi reconhecido pela Fundação Banco do Brasil através do certificado de tecnologia social. Ao todo 1.011 projetos foram inscritos em todo o Brasil, mas somente 192 foram certificados.

Rede Proteger com uma parceira de peso!

A coordenadora ainda destaca a importância da parceria com a Fundação Xuxa Meneghel e da própria apresentadora que esteve na última semana para lançar a Campanha Trinacional de Combate à Exploração Sexual Infantil, e as palavras de Xuxa afirmam que ela não quer só imagem e também que haja um grande trabalho na prática.

Sobre a Rede Proteger

Desde 2003 quando foi implementada, a Rede de Proteção Integral à Criança e ao Adolescente na Tríplice Fronteira tem como objetivo fortalecer a integração do trabalho e envolver o poder público na aplicação de políticas de proteção as crianças e adolescentes e também suas famílias. Fazem parte desta Rede 40 instituições que atuam na defesa dos direitos da criança e do adolescente e contam com o apoio do Ministério Público do Estado do Paraná, Vara da Infância e Juventude de Foz do Iguaçu e Itaipu Binacional.