POLO IGUASSU finaliza oficinas dentro do projeto de Turismo de Base Comunitária

Escrito por Imprensa POLOIGUASSU.

Reta Final

O objetivo das oficinas foi oferecer estruturação comercial para as iniciativas inseridas no projeto

O ‘empoderamento’ dos agricultores familiares como donos da propriedade, bem como a consciência dos gastos e lucratividade de cada produto e serviço resultante da atividade turística foram alguns dos principais resultados das oficinas realizadas com os inseridos no projeto de Fortalecimento do Turismo Sustentável e de Base Comunitária para a Inserção de Produtos e Serviços no Mercado.
 
De acordo com uma das coordenadoras do projeto que está atuando no Instituto Polo Internacional Iguassu (POLO IGUASSU), Aracelli Bianchin, para o início das oficinas foi realizado o Plano de Ação Participativo. Esse plano contemplou a realização de três oficinas de Hospitalidade junto aos intercâmbios entre as propriedades, onde foi trabalhado na prática o conceito, os aspectos e competências para a hospitalidade.
 
Também foram realizadas oficinas de formatação de produto, com foco no desenvolvimento de competências pessoais para o ‘despertar’ da autonomia nos processos de negociação, formação do preço, e esclarecimento dos princípios do turismo sustentável e de base comunitária. 
 
Nessa oficina, ressalta Aracelli, cada iniciativa recebeu especial atenção. “Foi necessário que cada família identificasse os pontos fortes do seu produto e serviços, bem como os pontos a melhorar e o rendimento da atividade turística na propriedade”. No total foram realizadas três oficinas de 16 horas, além de 40 horas de assessoria técnica nos municípios de Marechal Cândido Rondon, Quatro Pontes, Matelândia, Medianeira e São Miguel do Iguaçu. 
 
Vale ressaltar que além dos resultados citados acima, as oficinas proporcionaram ainda, maior compreensão dos processos que envolvem a atividade turística; melhoramento da qualidade dos serviços oferecidos; compartilhamento de lições aprendidas entre os participantes do projeto e a identificação dos participantes como um grupo.