Especialistas reúnem ideias que irão incrementar as visitas ao CTI

Escrito por Imprensa POLOIGUASSU.

Workshop de Criatividade

Após dois dias de interação, visitas e exploração de ideias, 30 iniciativas foram selecionadas, sendo que três delas serão escolhidas pela Fundação PTI para serem aplicadas de maneira experimental no Complexo Turístico de Itaipu.

A presença de dois especialistas renomados da área de criação e atratividade incrementou o Workshop de Criatividade para a Implantação de Atividade Lúdica no Complexo Turístico de Itaipu (CTI) realizado durante os dias 1 e 2 de setembro, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

O presidente do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat), Alain Baldacci e o diretor de arte e design visual do Museu do Futebol, Jair Souza, além de vários especialistas locais das áreas de criatividade e turismo estiveram reunidos com o objetivo de desenvolver propostas de ludicidade aos atrativos do CTI. A ideia do projeto iniciado há dois meses pela Fundação Parque Tecnológico Itaipu (Fundação PTI) com apoio do Instituto Polo Internacional Iguassu é proporcionar aos visitantes uma experiência turística inovadora e de qualidade.

De acordo com um dos coordenadores do projeto, Juliano Luiz Hoesel, algumas experiências foram colocadas em prática por meio de personagens, apresentações artísticas e entrega de brindes em datas comemorativas, porém, verificou-se a necessidade de buscar novas iniciativas impactantes que, ao serem implantadas, façam com que o turista vivencie uma experiência inesquecível e emocionante.

Outro ponto levantado por Hoesel é a questão técnica. Segundo ele, as visitas geralmente são realizadas com muita informação técnica e, por isso, a necessidade de inovar e implantar o lúdico no processo de visitação para que as informações sejam transmitidas e captadas de maneira suave. “Nossa intenção é elencar três novas iniciativas como teste, ainda este ano”, ressaltou.

 

Pontos fortes

De maneira incisiva, Alain Baldacci destacou que o mais importante em qualquer negócio é cativar as pessoas e que a evolução das ações precisa ser uma constante. “O turismo moderno é dinâmico, participativo, emocional e interativo. Os turistas estão em busca de novas experiências e sensações, no entanto, esse conjunto de coisas é que faz a diferença para sair do cotidiano”, destacou. Outro fator preponderante citado por ele é a questão do toque humano que jamais pode ser substituído em qualquer atividade.

O diretor de arte e designer visual, Jair de Souza, também citou a nova dimensão do turismo como um mecanismo para despertar as sensações emocionais. “A exploração de ideias é muito importante, mas precisa acontecer sem que se perca a essência. O turista quer novidade, mas não apenas isso, ele quer que o novo venha com o despertar para sensações emocionais”, destacou Souza.

 

30 ideias, mas três serão selecionadas

As ações do Workshop de Criatividade foram divididas em duas etapas. No primeiro dia os envolvidos visitaram os atrativos do CTI com passeio no circuito especial na Itaipu, além de paradas no Refúgio Biológico, Polo Astronômico, Ñandeva e Espaço do Barrageiro.

Na sexta-feira, dia 2, houve a apresentação dos cases dos dois especialistas e a liberdade para a exposição de ideias. Após as atividades, cerca de 30 ideias foram selecionadas e serão enviadas para a Fundação PTI para serem avaliadas e escolhidas de acordo com a viabilidade e critérios escolhidos pela própria Fundação.