Alunos do curso de cozinheiro visitam propriedade rural em SMI

Escrito por Imprensa POLOIGUASSU.

“A experiência foi marcante. Conferimos na prática, após uma visita ao Sítio Colina, em São Miguel do Iguaçu, que os empreendedores rurais da região estão dando um show de hospitalidade, bem como servindo uma comida saborosa e saudável, utilizando como ingredientes os produtos orgânicos”. A avaliação é do aluno do curso de cozinheiro do projeto Por Um Destino de Excelência (coordenado pelo Instituto Polo Internacional Iguassu), Oldimar Eldo Schneicker, integrante do grupo que visitou há poucos dias a propriedade rural.

 

Eldo, como é conhecido entre os amigos, reforça a importância de conhecer novas experiências e adotar as ações bem-sucedidas na rotina de trabalho. Com 15 anos de experiência no ramo de culinária, Eldo destaca que aprender nunca é demais e que as novidades somam-se ao fator aprimoramento. “Esse curso está surpreendendo pela qualidade e comprometimento dos coordenadores”.

De acordo com a assistente administrativa do projeto, Ana Cristina Lott, a visita faz parte de um dos módulos transversais do curso denominado: “Desenvolvimento do Turismo Sustentável”. Nesta área, o POLOIGUASSU também atua com o projeto de Fortalecimento do Turismo Sustentável e de Base Comunitária, tendo a turismóloga da Educare, Aracelli Bianchin, como coordenadora. “Unimos os dois projetos para mostrar aos alunos que as ações são interligadas. Apresentamos com a visita boas práticas do turismo para a sustentabilidade”, ressalta.

Para Aracelli, a oportunidade vivenciada pelos participantes de alguns cursos do projeto Por um Destino de Excelência, é importante por despertar o senso crítico e o contato direto com novas práticas, no caso, o jeito de receber dos agricultores familiares da região. Além dos alunos do curso de cozinheiro, Aracelli está levando os alunos do curso de camareira para visitar uma propriedade rural. 

Nós gostamos

Os proprietários do Sítio Colina, Amilcare Gozzi e Salete Link declaram a experiência até então, não vivenciada, como altamente proveitosa. “É sempre bom receber para quem gosta de receber”, resume Salete, que está à frente da cozinha preparando e servindo refeições da culinária italiana contemporânea.