• Inscrições Trilha Jovem Iguassu
  • Cartilha PIET - Faça o download
  • Notícias POLOIGUASSU
  • Destino IGUASSU
  • POLOSOCIAL
Widgetkit Slideshow

Portfolio

Conheça alguns de nossos projetos e ações.

Widgetkit Spotlight

Notícias

Aqui você encontra notícias sobre turismo, eventos, nossos projetos e muito mais.

Widgetkit Twitter

Twitter

Veja o que está ocorrendo no twitter! siga-nos em nossas redes sociais.

Widgetkit Lightbox

Platma

Quer juntar-se ao Platma? platma: perspectivas globais para responder a problemas globais ...

POLOIGUASSU, um parceiro atuante no desenvolvimento turístico de Foz

"O Instituto realizou em 2013 várias ações que ajudaram no fortalecimento do turismo tanto na elaboração de novos projetos, conscientização da comunidade e inclusão sociais de adolescentes.”

O ano de 2013 ficará na história do Instituto Internacional POLOIGUASSU, várias atividades foram realizadas dentro dos diversos projetos a qual a organização  mantém, sempre com o mesmo objetivo de desenvolver ações que auxiliem no desenvolvimento turístico da Região Trinacional do Iguassu. O POLOIGUASSU buscou atuar de forma conjunta com seus parceiros, que com certeza sem eles, o grande trabalho realizado não teria o êxito total neste último ano.

 

Trilha Jovem uma Tecnologia Social atuante!

O Projeto Trilha Jovem Iguassu obteve bons resultados e conseguiu capacitar 90 jovens, sendo que 51% permaneceram o mercado de trabalho, sucesso na parceria público-privada onde os empresários financiaram uma parte e Itaipu outra.

Em novembro, o Trilha Jovem Iguassu conseguiu um reconhecimento importante da Fundação Banco do Brasil, o Certificado de Tecnologia Social. A entrega foi realizada pelo representante do Banco do Brasil Luiz Carlos Vieira e contou com a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Jorge Samek, diretor geral brasileiro de Itaipu durante o II Fórum Mundial de Desenvolvimento Econômico Local. Ao todo 1.011 projetos foram inscritos em todo o Brasil, mas somente 192 foram certificados. Todos os inscritos foram analisados por uma comissão que certificou aqueles que se adequavam ao conceito de tecnologia social, entendida pela FBB [Fundação Banco do Brasil] como produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de transformação social.

Em novembro, o Trilha Jovem Iguassu conseguiu um reconhecimento importante da Fundação Banco do Brasil, o Certificado de Tecnologia Social. A entrega foi realizada pelo representante do Banco do Brasil Luiz Carlos Vieira e contou com a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Jorge Samek, diretor geral brasileiro de Itaipu durante o II Fórum Mundial de Desenvolvimento Econômico Local. Ao todo 1.011 projetos foram inscritos em todo o Brasil, mas somente 192 foram certificados. Todos os inscritos foram analisados por uma comissão que certificou aqueles que se adequavam ao conceito de tecnologia social, entendida pela FBB [Fundação Banco do Brasil] como produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis desenvolvidas na interação com a comunidade e que representem efetivas soluções de transformação social.

 

Além disso, o Projeto Trilha Jovem Iguassu trabalha em conjunto com outras entidades nas causas sociais, neste último ano ele teve uma participação efetiva na Rede Proteger, que reúne 40 entidades e tem como objetivo de fortalecer a integração do trabalho e envolver o poder público na aplicação de políticas de proteção as crianças e adolescentes. E agora o instituto é membro do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente.

“O POLOIGUASSU tem uma expertise muito grande, recebemos vários adolescentes do Projeto Trilha Jovem Iguassu, e há seis anos utilizamos os serviços do Instituto no Turismo Itaipu, isso contribui para os nossos índices de satisfação junto ao nosso cliente, é uma ação efetiva. Para nós o POLOIGUASSU tem um papel fundamental não só para o Turismo Itaipu, mas para todo o turismo de Foz do Iguaçu, porque ele desenvolve projetos, realiza pesquisas nas linhas estratégias para a cidade”, complementa Jurema Fernandes, gerente do Complexo Turístico Itaipu.

Agora no planejamento para 2014 a ideia é expandir as ações do Trilha Jovem Iguassu para o Paraguai. “Entendemos que o Paraguai está numa fase importante de crescimento econômico e que este crescimento deve ser acompanhado da melhoria de vida da população local que só a qualificação profissional pode proporcionar”, afirma Fernanda Fedrigo, diretora executiva do Instituto Internacional POLOIGUASSU.

 

PIET um programa que auxilia na sensibilização da comunidade para a cultura da hospitalidade

O PIET – Programa Integrado de Educação para o Turismo (PIET) atendeu por meio de oficinas mais de 170 pessoas, dentre eles frentistas, taxistas, atendentes do comércio, guias de turismo e escolas públicas a fim de incentivar os diferentes atores a bem receber nosso turista.

Conquistou no início de dezembro (02), em Brasília durante a entrega do Índice de Competitividade do Turismo Nacional, um reconhecimento pelas práticas adotadas para a melhoria da qualidade do atendimento ao turista. O PIET fechou um termo de cooperação com o SEST SENAT, criando assim uma maneira para atingir o maior número possível de colaboradores do corredor turístico que passam pela instituição.

Para o Fernando Martin, Presidente do ICVB – Iguassu Convention & VIsitours Bureau o Polo “é a única entidade que ocupa um espaço que auxilia na qualificação de mão de obra para o turismo, e está fazendo um trabalho na conscientização junto a sociedade com a população, e o principal busca oportunidades para captar recursos através da elaboração de projetos para melhorar a nossa cidade. O POLOIGUASSU tem uma linha própria de trabalho e não entra na sombra das outras entidades, ela atua com dinamismo, é fiel as suas ações além de ser uma instituição que mais renova e busca novas forças para o turismo com gente nova e muito capacitada”

 

Diálogos de Fronteira, uma contribuição com a sociedade para a discussão de temas do cotidiano.

 A iniciativa de criar um espaço interinstitucional e plural para debater temas relacionados à integração e desenvolvimento regional deu origem ao Projeto Diálogos de Fronteira, que teve início em março de 2008, com o intuito de promover uma “ativação cultural” e preparar o ambiente cultural para a implantação da UNILA. 

Em 2013 o projeto trouxe mais de 10 palestrantes que trataram de temas como turismo e desenvolvimento sustentável; economia criativa e empreendedorismo; juventude e inclusão social; políticas de fronteira e integração; cultura, identidade e território. Marcia Mikai, arquiteta especialista em projetos sustentáveis convidada para palestrar em outubro deixou uma frase importante que faz parte dos objetivos do Diálogos de Fronteira, “Foz do Iguaçu tem o privilégio de ter um patrimônio natural e precisamos criar ideias pra valorizar essa riqueza que tem”, sugere Mikai.

Apoiado desde o início pela ITAIPU, o Projeto Diálogos de Fronteira encerrou suas atividades em dezembro numa ação integrada com a Fundação Cultural, a Universidade Latino Americana - UNILA e Ação Poética que levou poesia para os muros do Brasil, Argentina e Paraguai e poesia para a periferia. Em 2013, o Diálogos deixou sua marca na Região Trinacional do Iguassu.

 

PROFOZ, um facilitador na Captação de Recursos.

Criado para ampliar a capacidade do destino de captar recursos e financiado pelo FUNDO IGUAÇU, o Núcleo Integrado de Elaboração de Projetos e Captação de Recursos - PROFOZ é hoje uma importante ferramenta de mobilização de recursos, que se consolida com a formalização da Gestão Integrada do Turismo e conta fortemente com o apoio dos técnicos e gestores da Secretaria Municipal de Turismo.

A captação de recursos para projetos turísticos se profissionalizou no destino com a implementação do PROFOZ onde desde sua implantação em 2011, pleiteou 48 milhões de reais junto a financiadores nacionais e internacionais. Em novembro, o PROFOZ recebeu a visita de Marcelo Estraviz, especialista em captação de recursos para o terceiro setor, a sua vinda teve como finalidade auxiliar na criação do Plano de Captação de Recursos, os membros do Núcleo puderam trocar experiências e avaliar as estratégias que estavam sendo adotadas.

“Com plano de captação do PROFOZ em mãos, nossos esforços serão concentrados e mais efetivos, principalmente no relacionamento com os financiadores e na articulação com todos os agentes envolvidos”, afirma Nuno Maia Areias, coordenador do PROFOZ.

Em 2014, o PROFOZ manterá seu foco na captação de recursos, buscando ampliar a capacidade do destino de captar recursos e também de atrair investimentos turísticos, além de ser um mecanismo de monitoramento e controle dos projetos de turismo da Gestão Integrada, para Jaime Nascimento, Secretário do Turismo de Foz do Iguaçu este ano o trabalho continua, “para 2014 a expectativa é continuar o trabalho com o Núcleo de Projetos, uma ação que pode dar muitos frutos, hoje muito se fala que a grande dificuldade, é ter bons projetos. Nós queremos agora inverter e afirmar que temos projetos prontos na carteira para trazer recursos públicos”.

 

Observatório do Turismo surge como uma nova força para o desenvolvimento do Destino Iguassu

Foz do Iguaçu conta agora com um Observatório do Turismo, a entidade terá como parceiros a Secretaria Municipal de Turismo (SMTU), Centro Universitário UDC, SEBRAE e o Instituto Internacional POLOIGUASSU e tem o desejo de ser o 1º observatório de turismo do Brasil sob os auspícios da Organização Mundial do Turismo (OMT).

Um observatório serve como um banco de dados de informações turísticas, todas as pesquisas relativas ao setor turístico ficarão arquivadas e catalogadas dentro deste centro. O principal objetivo é facilitar o acesso para as entidades sobre informações do Destino Iguassu, e também evitar a duplicidade em pesquisas, assim o Observatório servirá como um articulador de informações. De acordo com Paulo Angeli, presidente do COMTUR – Conselho Municipal do Turismo o Instituto POLOIGUASSU foi parceiro atuante nesta ação, “a nossa aspiração de ter um braço técnico da sustentação aos nossos anseios, hoje temos uma estrutura técnica para auxiliar no turismo da cidade, o instituto sempre foi muito importante neste contexto”.

As ações efetivas desta nova ferramenta serão mensuradas em 2014, quando ele estiver em pleno funcionamento.

 

Eventos com o Selo POLOIGUASSU

Em Julho do ano passado, durante o Festival do Turismo das Cataratas, o POLOIGUASSU e Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), com o apoio da OMT, realizaram o 1º Seminário Latino Americano de Turismo de Fronteira, os promotores reuniram os principais segmentos ligados ao turismo, como gestores públicos e privados, executivos, além de órgãos públicos ligados ao controle das fronteiras como a Receita Federal e os controles das aduanas.

As discussões levantadas foram descritas na “Carta Iguassu” que foi entregue às organizações mundiais, governos e órgãos competentes, uma contribuição para servir como um guia de desenvolvimento de políticas de turismo no âmbito de Fronteiras.

Outro destaque foi à realização da 2º Edição do Festival Curta Iguassu Fast Forward Brasil, um festival realizado na Região Trinacional do Iguassu, que tem a ideia foi inspirada no conceito desenvolvido em Chicago, Estados Unidos.

Foram realizadas diversas oficinas espalhadas pelos três Países (Brasil, Paraguai e Argentina) além de uma maratona cinematográfica realizada em 48 horas onde mais de 200 profissionais participaram desde a criação de roteiro, produção e finalização das produções cinematográficas, ao final foram produzidos 24 curtas metragens.

 

Atuação Institucional

Em 2013, o Instituto POLOIGUASSU deu posse a uma nova diretoria e passou por mudanças positivas no conselho de governo, desde setembro, a entidade conta sua nova presidente, Manuele Fritzen, que trás toda sua experiência como empresária do setor hoteleiro e também diretora-presidente do Sistema de Crédito Cooperativo – SICOOB. Além de Mauro Bandeira profissional ligado na área de turismo que atua fortemente na capacitação profissional e também a parceria contínua do Sr. Edvino Borkenhagen na diretoria administrativa.

O Instituto também manteve sua forte presença junto às instituições da cidade, sendo membro do atual Conselho de Desenvolvimento - CODEFOZ, Conselho Municipal de Turismo e Fundo Iguaçu.

“O Instituto POLOIGUASSU, preenche uma lacuna no turismo da Cidade de ter o domínio técnico nas temáticas relacionadas com o turismo, desde a capacitação, projetos de infraestrutura, projetos técnicos na área de turismo, nos não encontramos hoje em Foz uma organização que preencha todos esses requisitos, um grupo que contribui para suprir conhecimentos, inteligências, um grupo capacitado no desenvolvimento do turismo”, lembra Jaime Nascimento, Secretário do Turismo de Foz do Iguaçu.

“O POLOIGUASSU, hoje é um dos braços que contribuem no desenvolvimento e fortalecimento do Destino Iguaçu, desde 2009 com a Gestão Integrada do Turismo na cidade, conseguimos grandes avanços e a cada ano batemos recordes de visitantes, um trabalho realizado em conjunto com várias instituições que trabalharam para fortalecer o turismo local, o POLOIGUASSU teve um papel importante na profissionalização do nosso turismo, ações como o Trilha Jovem que capacitam jovens carentes para atender a demanda das empresas prestadoras de serviço, o trabalho do PIET com taxistas, frentistas de postos de combustíveis, e alunos nas escolas municipais que sensibiliza em pequenas ações estratégias de como atender melhor ao turista e também o mais importante com técnicos no nosso Núcleo de Projetos, para planejar ações para o futuro. Hoje temos todas as ferramentas para desenvolver ainda mais o Destino Iguaçu, e o Instituto nos auxilia bastante nesse processo” garante Gilmar Piolla, Presidente do Fundo Iguaçu e Superintendente de Comunicação Social da Itaipu Binacional.

Além de desenvolver ações no Destino Iguaçu, a organização busca contribuir para o desenvolvimento turístico internacional, e pelo reconhecimento do seu trabalho realizado, em 2013 o POLOIGUASSU conquistou junto a Organização Mundial do Turismo a permanência na Vice-presidência da Junta Diretiva dos Membros Afiliados da OMT.

Somos gratos a todos os parceiros que apoiam o Instituto ao longo dos anos, em especial ao CONSELHO MUNICIPAL DE TURISMO, SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO, ITAIPU BINACIONAL, FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO ITAIPU, FUNDO IGUAÇU, IGUASSU CONVENTION & VISITORS BUREAU, SINDICATO DE HOTEIS e ABIH.