• Inscrições Trilha Jovem Iguassu
  • Cartilha PIET - Faça o download
  • Notícias POLOIGUASSU
  • Destino IGUASSU
  • POLOSOCIAL
Widgetkit Slideshow

Portfolio

Conheça alguns de nossos projetos e ações.

Widgetkit Spotlight

Notícias

Aqui você encontra notícias sobre turismo, eventos, nossos projetos e muito mais.

Widgetkit Twitter

Twitter

Veja o que está ocorrendo no twitter! siga-nos em nossas redes sociais.

Widgetkit Lightbox

Platma

Quer juntar-se ao Platma? platma: perspectivas globais para responder a problemas globais ...

Porque o luxo é ser sustentável

“Além de baratear o custo da obra, a construção com sustentabilidade mexe com a criatividade”.

A palestrante Marcia Mikai foi categórica ao falar sobre a nova tendência de construções com estudantes e gestores da área de arquitetura e turismo. “O luxo hoje é ser simples, ter alma”.

O tom de inovação ganhou o discurso da especialista em “design” durante o encontro “Diálogos de Fronteira” que reuniu em Foz do Iguaçu na segunda-feira – 14 de outubro – quase 100 estudantes e gestores brasileiros e paraguaios.

A arquiteta trouxe uma visão de sustentabilidade que pode contribuir para a mobilidade urbana e social de uma cidade. E isso deve partir nos projetos de construções ecologicamente corretas. “Foz do Iguaçu tem o privilégio de ter um patrimônio natural e precisamos criar ideias pra valorizar essa riqueza que tem”, sugere Mikai.

E essas possibilidades inovadoras devem começar no planejamento de uma construção. A escolha de materiais de demolição e reaproveitáveis podem dar charme e sofisticação, além de provocar um baixo impacto socioambiental e derrubar os gastos com as obras. “E todo mundo ganha. É mais durabilidade, qualidade e adaptabilidade”, conclui.

A sustentabilidade tá logo aí!

Marcia Mikai, acompanhada de 22 estudantes e profissionais da área, também visitou o vizinho país Argentina. Identificou bons exemplos de práticas e arquitetura sustentável. Ficou empolgada com o que viu, já que tão perto encontrou projetos semelhantes aos que só conheceu na Costa Rica e Medellin na Colômbia. “O pessoal daqui não precisa ir tão longe pra buscar inspiração. Só cruzar a fronteira”.

Eles estão de olho no novo

Desde 2008 o projeto “Diálogos de Fronteira” recorre a nomes importantes pra debater tendências de mercado. Os assuntos contemporâneos na Região Trinacional ganha à mesma linguagem.

As palestras multidisciplinares dão novos olhares aos acadêmicos e até mesmo pra quem há tempo enfrenta o mercado de trabalho competitivo.

A busca por esse conhecimento inovador constrói uma nova geração de profissionais preocupados em respeitar o meio ambiente.

“Quanto mais interesse a gente tiver em buscar esse conhecimento e ouvir uma palestra como essa com certeza vai fazer uma diferença no nosso trabalho e no paisagismo da cidade”, diz confiante Leandro Costa, presidente da Associação dos arquitetos, agrônomos e engenheiros de Foz do Iguaçu.